Telefone: (+351) 219 154 600

Tecnologia Extinção Incêndios por Corte CoolFire

A tecnologia Extinção de Incêndios por Corte CoolFire é inovadora para resposta rápida no combate a incêndios, desenvolvida para permitir que a ação tenha lugar a partir de locais com segurança relativa – pelo lado exterior de um edifício, estruturas construtivas ou de um contentor.

O incêndio pode ser combatido sem que os bombeiros penetrem no interior das zonas de fogo e que estejam garantidas as condições de segurança necessárias sem correrem o risco de alimentarem com oxigénio as chamas, reduzindo assim o risco de ocorrerem ignições explosivas.

O sistema utiliza quantidades mínimas de água, permitindo mesmo que alguns incêndios sejam extintos com apenas 20 litros de água.

O uso da tecnologia CoolFire permite que os bombeiros operem em ambientes seguros, pois não são expostos aos fumos e a temperatura será despicienda, já que combatem o incêndio a partir do exterior.

Conceção modular para facilitar a substituição de peças;

Construção robusta em aço inoxidável;

Manutenção reduzida;


Descrição

O sistema Extinção de incêndios por Corte CoolFire baseia-se numa tecnologia de dois estágios para aceder e controlar os fogos de forma segura e eficaz.

O CoolFire inclui uma bomba de água de alta pressão operando a 300 bar, um Módulo de Comando, um cordão umbilical, uma mangueira de água a alta pressão e uma lança ergonómica de ação dupla.

A bomba de água de alta pressão pode ser acionada por uma tomada de força de um chassis ou por motores de explosão a gasolina ou Diesel, nas versões Skid.

Estágio 1 – Corte abrasivo a alta pressão

O CoolFire é um sistema híbrido para corte abrasivo por água e supressão de incêndios.

Utiliza uma mistura de água e um abrasivo especializado amigo do ambiente pressurizado a 300 bar para formar um jato de alta pressão altamente concentrado que perfura rapidamente qualquer tipo de material construtivo, incluindo madeira, tijolo, betão e aço.

O CoolFire inclui uma lança especializada de ação dupla com desenho ergonómico, uma mangueira de alta pressão e cabo de controlo ligados ao Módulo de Comando.

Quando ambos os gatilhos da lança - água e abrasivo - são acionados, o abrasivo é misturado com a água (no Módulo de Comando) para assim produzir um jato de água abrasivo a alta pressão que perfura as paredes a partir do exterior da estrutura da zona de fogo.

Estágio 2 – Neblina de água a alta pressão

Tão logo o CoolFire haja penetrado, a partir do exterior, na estrutura construtiva, o gatilho do abrasivo é libertado, passando a lança a projetar apenas um jato de água a alta pressão.

Este jato de água pulveriza-se no interior da zona de fogo para formar uma neblina com milhões de gotículas de água que suprimem o fogo através da absorção da temperatura, arrefecendo os gases da combustão e o combustível, reduzindo a concentração de oxigénio no interior da zona de fogo.

A alta pressão usada para gerar a neblina de água permite um espetro muito alargado de gotículas de água a alta velocidade, que resulta num arrefecimento altamente eficaz.

DESEMPENHO

Tempos típicos de corte
O CoolFire abre um orifício pequeno, tipicamente com um diâmetro de 2,3mm, nos materiais construtivos combinando a água a alta pressão com um abrasivo de corte pressurizado a 300 bar. As pequenas dimensões do orifício evitam a penetração de oxigénio que iria alimentar as chamas, prevenindo assim os riscos de ignições explosivas.

Testado Independentemente
Os ensaios conduzidos pela FPA mostram que o arrefecimento da temperatura é superior a 350ºC em segundos.

Tamanho das gotículas
O quadro abaixo mostra o tamanho das gotículas quando distribuídas a 300 bar, débito 56 lpm, utilizando uma ponteira de 2,3 mm, com tamanhos médios de 60 micrómetro.

Número Frequências vs Diâmetros
Tipicamente os fogos podem gerar temperaturas superiores a 500ºC e a utilização de água a alta pressão, na forma de neblinas, permite a redução rápida da temperatura normalmente para valores inferiores a 100ºC, após um período muito curto, permitindo assim o acesso dos bombeiros ao local com um fator de segurança muito elevado.

O gráfico ilustra um teste feito no decorrer de um incêndio de combustão lenta em madeira que atinge os 500ºC quando o CoolFire é usado para sua extinção. Em menos de um minuto a temperatura cai mais de 70%, para 140ºC.

Opções dos Sistemas
Os sistemas CoolFire foram concebidos e são produzidos por designers e engenheiros altamente qualificados, recorrendo a materiais de elevada qualidade, incluindo o aço inoxidável, os quais são inspecionados a 100% antes de utilizados.

Todos os sistemas CoolFire, na versão para acionamento por Tomada de Força (TF) ou configurados como Skids foram desenhados em sistemas de CAD 3D.

O CoolFire está disponível em duas versões distintas em termos de débitos 28 lpm e 56 lpm. A modularidade e simplicidade do CoolFire permite que os sistemas sejam personalizados de acordo com as necessidades específicas de cada caso ou em função das condições operacionais, tendo mesmo em conta os ambientes em que vão ser usados.

O CoolFire pode ser fornecido na versão Skid, o que permite a sua adaptação a praticamente qualquer tipo de viatura independentemente do seu tamanho, usada ou nova.

Estão disponíveis duas opções no que concerne o seu acionamento: TF do chassis ou acionamento por motor(es) se forem usadas versões em Skid, as quais são vantajosas em termos de instalação e seleção dos chassis.

Opções TF
Os sistemas acionados por TF podem ser instalados num leque muito alargado de chassis, que vão desde simples pick-up Toyota ou Isuzu a chassis Mercedes Sprinter, bem assim outros chassis usados em viaturas para combate a incêndios;

Usam a força motriz existente (p.e. motor do chassis);

Montagem muito compacta para libertar espaço a bordo para outros sistemas;

A sua base para assentamento muito pequena permite enorme flexibilidade na sua localização;

Peso muito reduzido e um nível de pressão de ruído muito baixo;

Manutenção muito reduzida.

Opções Skid
Vantagens dos Sistemas Skid;

Os sistemas CoolFire em skid são unidades totalmente autónomas acionados por 1 ou 2 motores a gasolina ou Diesel, não requerendo quaisquer ligações externas exceto para a água, se tiverem que ser usados por períodos superiores a 5 minutos;

Podem ser carregados numa viatura quando necessário ou fixados ou semifixados noutro local;

São unidades autónomas do tipo "stand alone";

Não implicam quaisquer custos para instalação;

Não requerem quaisquer modificações nas viaturas, maximizando a sua flexibilidade;

Foram concebidos para serem transportados numa gama muito alargada de viaturas;

São transportáveis por via aérea;

São ideais para aplicações fixas ou semifixas (p.e. centros de treino, marinha, infraestruturas).

Adicione um comentário