A TECNIQUITEL

A nossa história

A Tecniquitel, atualmente uma sociedade anónima, com capitais exclusivamente nacionais, remonta a sua fundação ao ano de 1977.
O início de actividade incidiu na área da segurança industrial, para dar resposta às então incipientes solicitações do mercado português. Este segmento, por força do desenvolvimento do País e da maior sofisticação e exigência das regras e normas aplicáveis, desde cedo começou a evoluir e a desenvolver-se, permitindo assim a progressão da actividade para os mesmos patamares dos países europeus mais desenvolvidos.

Este novo cenário obrigou à aquisição de competências próprias nas áreas multidisciplinares da engenharia, com particular enfoque na protecção contra incêndios e suporte de vida, onde se concentra exclusivamente, sustentada por um núcleo de engenharia com várias especialidades para cobrir a área do projecto e execução de instalações para detecção de incêndios & gás, construção de depósitos para armazenagem de água com grandes dimensões, sistemas de extinção por água nebulizada e gases limpos, sistemas para protecção de cozinhas industrias e máquinas de grande porte usadas no transporte ou movimentação de terras, linhas-de-vida para trabalhos em altura, avaliação de riscos e resgate de sinistrados em contexto laboral durante paragens de manutenção na indústria pesada.

Paralelamente, percebendo o valor que podia acrescentar, desenvolveu uma Academia de Treino, através da qual passou a transmitir para os seus clientes e parceiros todos os conhecimentos práticos e teóricos que adquiriu e acumulou ao longo de 4 décadas, ministrando-lhe a formação necessária ao bom e correcto uso das regras e equipamentos necessários à prevenção dos riscos.

Em 2016, para permitir a sua impulsão e alavancagem além fronteiras, incorporou uma sua afiliada sedeada no Norte do Pais, passando então empregar cerca de 65 colaboradores especializados e assim, por via desta fusão, adquiriu o estatuto de empresa com dimensão nacional, organizando-se em quatro centros operacionais, localizados em Sintra, Maia, Sines e Luanda, na República de Angola, perspectivando ainda iniciar a sua actividade em Moçambique a curto espaço de tempo.